0800 77 12 155

A história do Fiat 147: o primeiro italiano no Brasil

A história do Fiat 147: o primeiro italiano no Brasil

Ele foi o primeiro automóvel produzido pela Fiat no Brasil e responsável por começar a trajetória de sucesso da marca italiana no país. Com conceito inovador e tecnologias ainda não presentes nos veículos disponíveis na época, o Fiat 147 inaugurou o segmento de veículos compactos com motores 1.0 litro extremamente econômicos no consumo de combustível.

Conheça um pouco da história do pequeno ítalo-brasileiro no novo e-book SABÓ.

 

 

O ano é 1976 e o mercado brasileiro era dominado pelas três montadoras que já estavam instaladas no país, Ford, General Motors e Volkswagen, todas com fábricas localizadas na região do ABC paulista, conhecido polo metalúrgico e onde se concentravam a maioria das fornecedoras de autopeças. 

Pela primeira vez, o mercado brasileiro ultrapassava a barreira das 800 mil unidades vendidas em um ano, com um total de 810.576 e a Fiat, recém chegada ao país, já dava sinais que iria incomodar as três grandes e abocanhar uma parcela do mercado. 

Instalada fora do tradicional circuito industrial paulista, a Fiat escolheu em 1974 a cidade mineira de Betim, município vizinho à capital Belo Horizonte, para instalar sua fábrica e em 1976 já começava a fabricar o inovador Fiat 147, que já no ano seguinte era o quinto modelo mais vendido no país.

 

 

Além da aparência nada convencional, o Fiat 147 trazia outras novidades, como o motor dianteiro transversal, a moderna e robusta suspensão independente McPherson nas quatro rodas, amplo espaço interior, com capacidade para cinco ocupantes e boa capacidade de bagagem, entre outros diferenciais.

O Fiat 147 teve ainda o mérito de ser o primeiro veículo nacional com motor a álcool e, a partir do hatch, a Fiat desenvolveu a família com uma versão esportiva (Rallye), a perua com plataforma estendida (Panorama), o sedã (Oggi), a picape (cabine simples e cabine dupla) e mais algumas reestilizações ao longo dos 10 anos de fabricação do modelo. 
Em 1985 a montadora decidiu encerrar a fabricação do 147 no país, pois desde agosto do ano anterior o Fiat Uno já estava no mercado brasileiro e ocupava a posição do pioneiro. Durante os 10 anos que esteve em produção, o Fiat 147 marcou e inovou o mercado brasileiro, sendo mais do que justificáveis as quase 710 mil unidades produzidas na planta de Betim (MG) durante esse período. 

Quer saber mais sobre a história deste pequeno notável ítalo-brasileiro que tem seu lugar garantido na história do automobilismo nacional? Então baixe o novo e-book SABÓ e descubra, entre outras coisas, os apelidos que o 147 recebeu dos motoristas brasileiros e se existe a possibilidade de um relançamento atualizado do pioneiro da Fiat no Brasil.

 

 

Para mais detalhes sobre os produtos e suas aplicações, entre em contato diretamente com a Central de Relacionamento SABÓ, através do 0800 77 12 155, de segunda a sexta, das 8h às 18h, pelo e-mail caderninho@www.sabo.com.br ou ainda pelo WhatsApp no (11) 94289-4469 em horário comercial. 

 

 

Compartilhe esta notícia

Categoria

Recentes