Cuidados com componentes de vedação no sistema de arrefecimento

sab 0022 21 caderninho fev imagens 1200x630 4

Cuidados com componentes de vedação no sistema de arrefecimento


Um dos maiores perigos para um motor é o superaquecimento e sua causa mais comum é a quantidade insuficiente de solução de arrefecimento. Por isso, é importante saber identificar o que está causando o vazamento de água no veículo e tomar cuidados com retentores, selos e outros vedadores para que a água que devia resfriar o motor, não esquente a cabeça do cliente e a sua.

O vazamento de água pode queimar ou trincar o cabeçote do carro, o que trará sérios danos e prejuízos ao proprietário.

Ao contrário do que pensam muitos motoristas, o vazamento de água no motor não pode ser algo costumeiro e não basta completar a quantidade da solução água/aditivo que vazou e tudo está resolvido. Deve-se completar sim, mas apenas para levar o carro até a oficina de confiança (a sua, é claro) para o defeito ser reparado de vez.

Podem ser vários os componentes danificados por onde pode vazar água do motor. O principal reservatório de água é o radiador, mas é onde menos acontece os vazamentos. Isso é resultado da evolução da tecnologia automotiva, que nos modelos antigos deixavam o radiador mais exposto e sujeitos a acidentes e nos modelos mais recentes o radiador se encontra protegido e sua construção é bastante robusta e resistente para evitar danos no processo de circulação e resfriamento do líquido de arrefecimento.

Hoje em dia os principais lugares de vazamentos são aqueles que funcionam como conexões de água. Pode vazar água nas mangueiras, juntas, selos do bloco e seus canos, bomba, reservatório de água e sua tampa.

Geralmente, são necessários apenas pequenos reparos, como trocas de mangueiras, juntas ou vedações, que não costumam custar caro. No entanto, se não forem realizados a tempo, esses vazamentos podem levar a um prejuízo enorme, fundindo partes metálicas do motor e derretendo outros componentes, por exemplo.

A importância da manutenção periódica do veículo

Sem dúvida, a melhor maneira de evitar vazamentos de qualquer tipo no automóvel é fazer a manutenção preventiva periodicamente.

Isso porque, nas revisões, pequenos reparos são realizados para manter o veículo funcionando dentro dos parâmetros de fábrica. Assim, são prevenidos problemas maiores, pois uma peça que falhe ou quebre pode afetar outros componentes durante o funcionamento do carro, forçando-os, diminuindo drasticamente a sua vida útil.

No caso do sistema de arrefecimento, encontrar eventuais vazamentos antes que eles fiquem maiores ou que o líquido do sistema se torne insuficiente evitará o superaquecimento do motor.

Principais motivos para haver vazamento de água no carro

O vazamento da água que resfria o motor não é normal. Afinal, o sistema de arrefecimento é projetado para ser hermético. A água não deve evaporar nem escorrer para fora dele, o que faz o nível no reservatório sempre voltar ao mesmo patamar após esfriar. Especificamente nos componentes de vedação, as principais causas de vazamentos são:

Junta do cabeçote deteriorada – A junta do cabeçote é a responsável por vedar o motor e impedir que a água entre por onde não deveria. Caso isso aconteça, pode se misturar e modificar a viscosidade do óleo lubrificante, aumentando o atrito entre os componentes do motor. Mais perigoso ainda, pode causar o chamado calço hidráulico, que danifica pistões, bielas e até o eixo.

Junta do cabecote

Para evitar sua deterioração, a junta precisa ser trocada preventivamente, conforme o manual, e a temperatura do motor deve ser mantida sob controle, sem superaquecimentos. E isso só pode ser feito com revisões periódicas e trocas de óleo lubrificante no tempo certo.

Bomba d´água – Se estiver vazando água do veículo por baixo dele, pode significar um defeito na bomba. O problema pode ser apenas um retentor da bomba d´água danificado ou em casos mais sérios corrosão dos componentes e trincas na carcaça da bomba.

bomba dagua

A bomba de água é composta de juntas múltiplas e selos que mantêm o líquido refrigerante contido em seu interior e garante que o fluxo consistente de refrigerante seja entregue do radiador para o motor. Eventualmente, essas juntas e vedações vão desgastar, ressecar, ou quebrar completamente. Quando isso acontece, o líquido vaza a partir da bomba de água e cai no chão, tipicamente na frente do carro e no centro da localização do motor.

Selo mecânico – O selo d’água é usado como um finalizador dos processos de fabricação de variadas peças e mecanismos. O selo d’água é produzido com especificações bastante rígidas para obter um resultado muito duradouro e com qualidade extremamente elevada, evitando vazamentos entre às peças.

selo mecanico

Na maioria dos casos, os selos mecânicos são colocados estrategicamente em diferentes pontos para poder cumprir o seu papel com o máximo de eficiência e eficácia.

De fato, hoje há inúmeros modelos de selos que podem ser utilizados para às diferentes marcas e veículos existentes no mercado. Por se tratar de uma peça extremamente importante e fundamental para o bom funcionamento do motor como um todo, é óbvio que é essencial ter muito cuidado com ele.

É imprescindível que o selo de bloco de motor seja constantemente verificado, para garantir que tudo está certo, pois sua integridade irá eliminar possibilidades de vazamento e garantir que o motor funcione perfeitamente. Sem ele, o motor corre enormes riscos de vazamento e poderá gerar prejuízos significativos.

Outros componentes e condições importantes na verificação de pontos de vazamentos do líquido de arrefecimento são:

Rachaduras em mangueiras – Mangueiras são feitas de borracha e podem durar por muito tempo. No entanto, em algum momento elas ressecam e isso aumenta o risco de rachaduras. Como a água estará em alta temperatura ao sair do motor, pode vazar em forma de vapor. Assim, o melhor é ficar sempre de olho em todas as mangueiras, fazendo uma revisão completa das peças a cada 10 mil quilômetros.

Braçadeiras frouxas – As braçadeiras são responsáveis por prender mangueiras e mangotes em seus respectivos tubos e conexões. Dessa forma, elas vedam pela força. Uma braçadeira frouxa, portanto, não terá o mesmo poder de vedação e poderá ser um ponto de vazamento do líquido de arrefecimento. Para evitar problemas, aproveite as revisões para conferir o estado de conservação dessas braçadeiras, verificando se não estão corroídas, quebradas ou rachadas.

Problemas nas tampas do reservatório ou do radiador – Essas tampas são feitas de plástico e têm vedação de borracha, próprias para aguentar altas temperaturas. Mas elas também podem ser pontos de vazamentos do líquido em ebulição. O problema mais comum é o encaixe mal feito, que impede uma vedação perfeita. Para resolver isso, basta rosqueá-las corretamente. No entanto, rachaduras e ressecamento também podem ocorrer. Nesse caso, será preciso a substituição da peça danificada.

tampa do reservatorio

Radiador furado – Esse é um problema raro, pois o radiador só trabalha com água desmineralizada e aditivada. Porém, o uso de água de torneira no sistema de arrefecimento por longos períodos, gera a possibilidade de ocorrer corrosão no radiador. A causa mais comum de furos nesse componente, contudo, é mesmo o impacto de detritos em alta velocidade. E, embora essas ocorrências sejam raras, não há muito como se prevenir disso.

Conte conosco! A SABÓ possui a mais completa linha de componentes de vedação para sistemas de arrefecimento e bomba d´água, todos produzidos com a mais moderna tecnologia e padrões de qualidade, para assegurar os bons resultados nos seus serviços de reparação automotiva e a total satisfação do seu cliente.

Para mais detalhes sobre estes e outros produtos e suas aplicações, entre em contato diretamente com a Central de Relacionamento SABÓ, através do 0800 77 12 155, de segunda a sexta, das 8h às 18h, pelo e-mail caderninho@sabo.com.br ou ainda pelo WhatsApp no (11) 94289-4469 em horário comercial.

Compartilhe!