SABÓ esclarece os principais problemas com retentores e suas causas

sabo on jan22 parafusos_ok

SABÓ esclarece os principais problemas com retentores e suas causas


Produzidos em metal-borracha e muito utilizados para realizar a vedação em eixos e mancais, os retentores são peças que raramente apresentam defeitos, isso quando produzidos com rigorosos padrões de qualidade. No entanto, vazamentos podem acontecer quando não há perfeito ajuste entre o lábio do retentor e o eixo da máquina. Conheça as principais situações que podem causar este transtorno. 

Os retentores são peças de vedação aplicadas em eixos, mancais e outros componentes que tenham movimento entre si. Sua função é evitar que o lubrificante situado na parte interna do conjunto escape para o exterior. 

É uma peça circular de borracha, que possui um reforço metálico, e permite realizar a vedação de óleos, graxas e fluidos dentro de um sistema de movimentos rotativos, ou ainda axiais.  

A escolha do material elastomérico para cada função a cumprir depende, principalmente, dos fluidos em contato com o elastômero. Se houver erro na escolha do material ou aplicação incorreta, a vedação não será perfeita e o vazamento ou danos ao retentor, que também irá provocar um vazamento, será inevitável.  

Normalmente, esse componente é composto por uma carcaça metálica, uma mola e um revestimento de borracha com lábio de vedação. A vedação ocorre pelo contato permanente entre as bordas desse lábio de vedação e o eixo. Em alguns casos, a peça também possui um guarda-pó para impedir a entrada de impurezas. 

Eles devem cumprir sua função tanto na condição estática (motor parado) como na condição dinâmica (quando há movimento entre as partes, na temperatura de operação).  

Além da força da borracha sobre o eixo, a ação da mola é responsável pela força radial que assegura a vedação durante toda a vida útil do retentor. Ao manter a força radial da borracha sobre o eixo, ela impede que uma se molde ao outro quando a temperatura subir, provocando vazamentos.  

Ocorre que a força de atrito e a velocidade periférica do eixo causam a geração de calor na área de contato do lábio, o que pode provocar desgaste e degradação da borracha. 

Retentores são peças delicadas e de precisão, que são submetidas a condições extremas, tais como altas temperaturas, pressão e regime de alta rotação. Assim, os retentores requerem cuidados especiais no manuseio e instalação, particularmente nos lábios de vedação.  

Por essa razão, deve-se montar o retentor sempre com o ferramental adequado, recomendado pelo fabricante do equipamento ou do componente, preferencialmente por um profissional habilitado e especializado. 

O estado do eixo é fundamental para assegurar condições adequadas de vedação do óleo. Para isso, o diâmetro interno do retentor é menor que o diâmetro do eixo, para que possa ser ajustado com interferência e evitar o vazamento do lubrificante. 

O eixo deve ter uma rugosidade específica para provocar o perfeito ajuste entre a borracha e o eixo. Essa rugosidade provoca o desgaste da borracha que, por sua vez, irá polir o eixo, permitindo a formação da película lubrificante do lábio do retentor. A inexistência dessa película por aperto excessivo gera calor que deteriora a borracha. 

A seleção do retentor adequado é definida em função do tipo de lubrificante, do ambiente de operação, da velocidade e das condições locais.  

Dicas de instalação 

Os retentores devem ser armazenados dentro de suas embalagens originais e abertas apenas para montagem, devendo ser evitado tocar no lábio de vedação, para não provocar deformações ou danificar o componente. 

A pré-lubrificação do local de instalação também é importante para garantir uma instalação perfeita e propiciar a lubrificação inicial da aresta de vedação no início da operação. Recomenda-se usar o próprio fluido de aplicação. 

O retentor deve ser substituído sempre que for feita a desmontagem do componente que implique sua remoção. O novo retentor não deve ser instalado com o lábio de vedação sobre a mesma pista do anterior. Caso não haja outra possibilidade, deve-se utilizar uma luva de desgaste. No caso de cilindros hidráulicos, é necessário assegurar vedação em movimento axial, impedindo a entrada de contaminantes e mantendo a pressão de trabalho do sistema. 

Normalmente, o vazamento não começa no retentor, mas uma das razões para um vazamento é o desgaste natural das peças do motor do carro. Se houver necessidade de substituir o retentor, é recomendável fazer uma boa revisão nos demais componentes do motor para descobrir a razão do vazamento do óleo. 

No caso do retentor da haste da válvula, o desgaste pode ocorrer devido a ação do sobe e desce da haste que acontece repetidamente, de tal forma que ocorra um desgaste maior das peças relacionadas ao seu movimento. Esse movimento constante e repetitivo causa a perda da pressão da mola interna e o diâmetro do retentor acaba aumentando, o que deixa uma passagem livre para o lubrificante. 

Aqui começa a Garantia de um Bom Serviço 

Os retentores SABÓ são testados a campo e em equipamentos de última geração para garantir a qualidade e a durabilidade dos produtos. Para que o seu trabalho tenha a mesma garantia de qualidade dos nossos produtos, basta observar alguns procedimentos. 

Armazenamento: enquanto estão armazenados, os retentores devem ser mantidos na embalagem original SABÓ. Ela é sua garantia de proteção. A estocagem deve ser feita em local limpo, livre de contaminações e manipulações desnecessárias. 

Verifique sempre se:  

  • O retentor não está exposto a temperaturas elevadas; 
  • O retentor está armazenado em local livre de umidade; 
  • Não existe peso sobre o retentor; 
  • A embalagem não está violada. 

Cuidados na remoção 

Retire o retentor usado com muito cuidado para não danificar o alojamento e o eixo. Evite que as ferramentas utilizadas machuquem o local. 

Falsificação 

Para evitar problemas de falsificação do produto SABÓ, além do relacionamento dentro de elo da cadeia de fornecimento, também devemos observar alguns tópicos: 

  • Comprar produtos sempre com nota fiscal; 
  • Comprar os produtos da rede de distribuidores SABÓ; 
  • Procurar comprar produtos sempre embalados (blister ou caixinha); 
  • Fique atento a grandes promoções dos principais itens fora da rede; 
  • Quando tiver uma suspeita, entre em contato conosco e solicite a presença de um profissional da SABÓ. 

Quer saber mais sobre retentores? Acesse o www.sabo.com.br/retentores – e conheça todos os nossos serviços de treinamento disponíveis ou assista um videotreinamento da série Dica Certa SABÓ direto de nosso Canal no YouTube. É só clicar no link abaixo. 

Compartilhe!