Virabrequim ou girabrequim? Lombada ou quebra-molas?

sab_materia_termos_regionais_v6

Virabrequim ou girabrequim? Lombada ou quebra-molas?


O que você faz se encontrar um “pardal” enquanto está dirigindo? E se você abrir o capô do motor e ver que o “cebolão” está com problema, você chora? Leia e descubra o que querem dizer estes e outros termos curiosos ligados ao automóvel.

Vivemos em um país continental, com influência de diversos outros povos que vieram para cá, alguns na época da colonização, outros como imigrantes. Esta mistura de idiomas e costumes influenciou na forma de falar e no surgimento de termos regionais que criaram um vocabulário característico das pessoas daquela região, além da adoção de gírias e termos populares que vão se incorporando ao dia-a-dia das pessoas.

No segmento automotivo isso também ocorre, com termos diferentes para identificar peças, situações ou apenas variações da mesma palavra, mas que significam a mesma coisa. Veja se conhece algumas delas.

Apelidos de peças

Virabrequim ou girabrequim? Mas pode ser também cambota ou veio de manivelas. Tanto faz. Todas se referem ao eixo de manivelas ou a árvore de manivelas.

Cebolão – Assim também é conhecido o interruptor térmico do ventilador, localizado no radiador.

Cebolinha do óleo – Atuador que ativa diretamente a luz de advertência do óleo no painel quando a pressão do óleo no motor cai abaixo do nível crítico. O nome técnico é interruptor da lâmpada indicadora de pressão do óleo.

Flauta – Tubo distribuidor do sistema de injeção. Fornece combustível pressurizado a todos os injetores, que alimentam o motor.

Burrinho – Componente do sistema de freios do carro. Trata-se de um cilindro hidráulico.

Macaquinho – Travas do sincronizador, uma engrenagem que faz com que a troca de marchas seja suave).

Bendix – Pinhão impulsor de partida.

Termos usados na região sul

Lomba – Ladeira.

Quebra-molas – Ou lomba, também designado lombada, é a ondulação transversal, uma rampa usada em ruas e rodovias para a redução da velocidade dos veículos.

Pardal – equipamento de fiscalização para controle de velocidade, nas rodovias, também é conhecido como radar.

Pechar o carro – Bater o carro.

Trava – Freio ou breque.

Sinaleira – É o conhecido semáforo, também chamado de sinal, farol ou sinal luminoso, dependendo da região.

Surdina – É assim que no sul é chamado o escapamento.

Termos usados na região nordeste

Bigu – Carona.

Encangado – em cima, montado. Imagina o mecânico dizendo que as válvulas estão encangadas.

Girador – No trânsito, local onde os veículos fazem a volta, rotatória.

Jante – Roda do carro.

Brasília, a capital do País, também tem suas gírias

Baú – Também conhecido como busão, é o ônibus do sistema público.

Camelo – Gíria de raiz carioca. Significa bicicleta, bike, magrela.

E até o pessoal do Tunning, customização de carros, tem um vocabulário próprio.

Resto de rico – Expressão quando o primeiro dono não quer mais e o segundo dono fica feliz em possuir um modelo premium mais antigo.

Uso soviético – Carros que foram submetidos ao uso mais severo possível, à maneira dos russos.

Casar com o carro – Modelos rejeitados pelo mercado, cuja revenda se mostra extremamente trabalhosa e demorada. Outros sinônimos: mico, tia velha.

Xuning – Tunning de gosto duvidoso ou do mais puro mau gosto. Assim, “xuning” é um tunning que deu errado.

Manolagem – Rebaixar até ficar “socado no chão”. Outro sinônimo: vileiragem.

Girador – Termo aplicado para descrever motores cujo pico de funcionamento é atingido apenas em altas rotações.

Caracol mágico – Apelido carinhoso para o famoso turbo. Dispositivo mais popular para aumentar a potência de um motor, o turbocompressor.

E na sua cidade? Tem algum termo específico para identificar peças automotivas ou situações com veículos? Compartilhe e envie para a SABÓ.

Compartilhe!