Cinco letras e cinco sucessos da GM

Imagem1

Cinco letras e cinco sucessos da GM


Sabe o que existe em comum entre o Opala, Monza, Corsa, Celta e Cruze? Todos são modelos Chevrolet fabricados por mais de 10 anos seguidos, todos foram sucesso de venda da marca e todos tem nomes com cinco letras. Ficou curioso? Leia mais. 

Numerologia, superstição, estratégia ou apenas coincidência? Não sabemos a razão, mas o fato é que cinco dos seis carros de maior sucesso e mais longevos da marca Chevrolet têm nomes formados por apenas cinco letras: Opala, Monza, Corsa, Celta e Cruze. (faltou aqui o Chevette, que não tem apenas cinco letras).  

Opala 

Foi fabricado pela General Motors do Brasil entre 1968 e 1992, sendo o primeiro automóvel de passeio da montadora no país, e foi inspirado no alemão Opel Rekord, mas com estilo e mecânica norte-americana. Ao longo dos 23 anos de fabricação teve mais de 1 milhão de unidades vendidas e, ainda hoje, é um clássico desejado por colecionadores, inclusive com diversos clubes de apaixonados pelo carro.  

O Chevrolet Opala foi usado em diversas situações, tais como carro oficial de autoridades de governo, carro de polícia, primeiro modelo a ser usado nas provas de Stock Car, ambulância e outras. 

Monza

Foi o substituto do Opala e o primeiro carro mundial da GM no mercado brasileiro. O projeto moderno da Opel (marca europeia da GM), com motores potentes e bom nível de equipamentos, fizeram do Monza o carro mais desejado da classe média no Brasil e, apesar do preço alto para a época, o Chevrolet Monza foi o carro mais vendido do país em três anos consecutivos – 1984, 1985 e 1986.  

Em agosto de 1996, o Chevrolet Monza foi descontinuado e a última unidade saiu da linha de produção da General Motors em São Caetano do Sul (SP) após 14 anos de seu lançamento. De 1982, ano do lançamento, até 1996 foram fabricadas 857.810 unidades do Monza no território nacional. 

Corsa

O compacto popular da Chevrolet surgiu em 1983 na Europa e veio para o Brasil em 1994, na versão hatchback, sendo fabricado até 2012 nesta configuração e até agosto de 2016 na versão sedan, só que rebatizado de Classic. 

O Chevrolet Corsa teve várias versões de carroceria, hatchback (de 1994 a 2012), sedan (de 2003 a 2015), Wagon (de 1997 a 2002) e picape (de 1995 a 2003). Os modelos Corsa tiveram mais de três milhões de unidades vendidas em 22 anos, sendo que a versão Classic foi o 2º sedan mais vendido do país, com cerca de 1,5 milhões comercializadas. 

Celta

Nascido como o projeto Blue Macaw, ou Arara Azul, o Celta foi o modelo que inaugurou a fábrica General Motors em Gravataí (RS), em 2000. Ele foi um projeto brasileiro criado para custar pouco e usava a mesma plataforma do primeiro Corsa brasileiro, chamado de Corsa B.  

O Celta ficou 15 anos em produção, entre 2000 e 2014, e por anos foi o terceiro automóvel mais vendido do país. Produzido apenas em Gravataí, no Rio Grande do Sul, contou apenas com uma variante, o Prisma. 

Em abril de 2015 chegou ao fim a produção do Celta, sendo substituído pelo Onix nas concessionárias, modelo esse que tinha sido lançado em 2012. Nestes 15 anos o Chevrolet Celta bateu a marca de 1.5 milhões de unidades vendidas. 

Cruze

Como dá para perceber, a Chevrolet sempre teve um certo prestígio no segmento de sedãs no mercado brasileiro e o substituto do Chevrolet Vectra (fabricado entre 1993 e 2011, também um sucesso da montadora, pena que o nome tenha seis letras), foi o Cruze que teve sua primeira geração em 2011 e foi até 2016.  

Em maio de 2016, a Chevrolet trouxe ao Brasil a segunda geração do Cruze, que tem como principal novidade o inédito motor 1.4 Turbo Flex de até 153 cv e 24,5 kgfm, e ainda é vendido no Brasil, com sua fabricação feita apenas na fábrica GM de Alvear, na província argentina de Santa Fé. Nestes pouco mais de 10 anos, o modelo vendeu aproximadamente 250 mil unidades e, embora o modelo sempre tenha figurado entre os três Sedans e hatches médios mais vendidos no Brasil, existem rumores que a produção se encerra em 2022. 

Mas parece que o mistério das cinco letras não se aplica apenas aos modelos Chevrolet. Quer conhecer outros carros com nomes de cinco letras que foram ou são sucesso de vendas e longevidade? 

  • Volkswagen Fusca:  3.037.402 unidades (1950-1986 e 1993-1996). 
  • Fiat Palio: 2.595.763 unidades – (1996-2018). 
  • Volkswagen Kombi: 1.439.453 unidades (1953-2013). 
  • Honda Civic: 462.617 unidades (1992 até os dias de hoje). 
Compartilhe!